Porta do Sol terá posto para cadastramento biométrico

Eleitores que ainda não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório, como determina a Justiça Eleitoral, ou aqueles que, simplesmente, desejam transferir seu título de eleitor para Mairinque, podem fazer isso no Posto Itinerante que funcionará na Porta do Sol de 14 a 18 de outubro, das 9h30 às 17h30 e no dia 19, sábado, das 8h às 13h.

José Carlos Liberal, vice-presidente da Apaps, responsável pela gestão junto ao Cartório Eleitoral de São Roque, que permitiu a instalação do Posto Itinerante na Porta do Sol, destaca a importância de o eleitor fazer o cadastramento biométrico. Ele lembra que essa providência é obrigatória e que ninguém poderá votar sem a biometria.

Liberal coloca, ainda, que a transferência do domicílio eleitoral também é uma medida que pode facilitar a vida do cidadão que permanecerá no Residencial nos períodos eleitorais, uma vez que ele não precisará se deslocar para outras cidades para cumprir sua obrigação com a Justiça Eleitoral.

Documentos

Para o atendimento deverão ser apresentados documento de identidade original com foto, comprovante de endereço com o nome do interessado e título eleitoral (se tiver). No caso de transferência, o eleitor precisa residir, no mínimo, há três meses no município e ter transcorrido um ano da data do alistamento ou da última transferência.

Excetua-se desta hipótese o eleitor servidor público civil, militar e autárquico, ou membro de sua família, que por motivo de remoção ou transferência tenha mudado de domicílio. Somente o interessado pode fazer a solicitação deste serviço. Não é permitido solicitá-lo através de procurador.

Esse serviço é resultado de um convênio de cooperação firmado entre a Prefeitura e o Cartório da 131ª Zona Eleitoral – São Roque com a intenção de facilitar o acesso da população ao serviço, evitando filas nos Cartórios Eleitorais.

Dores de cabeça

Em Mairinque, onde o cadastramento biométrico é obrigatório, o eleitor que perder o prazo poderá ter o título cancelado e poderá passar por outras dores de cabeça. Sem o título de eleitor, o cidadão não consegue emitir passaporte nem carteira de identidade. Se tiver função ou emprego público, fica sem receber o salário. Empréstimos em bancos públicos tornam-se impossíveis.

Além disso, para se matricular em instituições de ensino, a pessoa também precisa estar regular com a Justiça Eleitoral. A vantagem da biometria é ter a identidade confirmada pela impressão digital e garantir que nenhum outro eleitor se passará por você. Cada impressão digital é única.

Por Marcos Capitão

COMENTÁRIOS